• IMG_1338
  • GOPR38551
  • IMG_16691
  • DSC028631
  • Slider1

Petra e o Deserto de Wadi Rum: Jordânia Parte 4

De Amman, minivans saem a todo momento de acordo com sua lotação em direção à Wadi Musa. Preço de banana e conforto de pau de arara. Eu fiz, mas recomendo agendar no hotel um ônibus executivo, cheio de turistas, mas com ar condicionado, que se não me engano sai só as 6:30 da matina e custa 10JDs. São 3 horas e meia de viagem pelo deserto. Se acharem o kebab de fígado de galinha, confiem em mim, provem!!!

Diário de Bordo 

Ficamos 3 noites em Wadi Musa depois que saímos de Amman. É ali o ponto de partida para conhecer o deserto de Wadi Rum e as ruínas da cidade perdida de Petra. Ambos imperdíveis.

Chegamos já para dormir no primeiro dia. Ficamos no Cleopetra Hotel. Li em muitos blogs que o hotel era bonzinho e oferecia os melhores tours pelo deserto. Ok. O hotel é bonzinho, oferece uma jantinha gostosa por um preço justo; e Molesh, o dono, e todo seu staff nos ajudou em tudo que foi necessitado. Inclusive seu irmão Ale foi nosso motorista, tanto na ida para o deserto, quanto para voltar para fronteira de Israel. Cobra-se uma taxa para usar a internet, mas é um preço único para toda estadia e é bem baratinho. O hotel não fica perto do centro da cidade, onde ficam o parque de Petra e os restaurantes melhorzinhos, mas o taxi custa apenas 3 dínares ( eles cobram 5 ou 6 a princípio, a recomendação é dizer que o gerente do seu hotel disse 3JDs).

Quanto aos passeios… bem, ambos custaram a facada de 50JDs. Petra você pode fazer sozinho sem problemas e o preço do deserto incluía a entrada do parque com um guia numa 4×4, um Lunchbox bem ralezinho e o taxi de ida para a entrada da reserva e volta para o hotel. Porém conversando com nosso guia, percebemos que quase nada daquele dinheiro foi parar na mão dele, o que me levou a crer, que se eu fosse por minha conta e contratasse o guia lá, sairia bem mais barato.

Tempestade de areia e mil tons de vermelho

Tempestade de areia e mil tons de vermelho

Parece chocolate derretendo, né não?!

Parece chocolate derretendo, né não?!

Diferentes dos desertos de pedras que havíamos passado até então, o deserto de Lawrence das Arábias é de areia fina e com mil tons de vermelho. O passeio dura mais ou menos quatro horas, passando por dunas gigantes, pontes de pedras, canyons que parecem feitos de chocolate derretendo… é o deserto mais incrível que conheci, incluindo o deserto do Atacama, que é difícil de bater. Rola um passeio de custo extra montado em um camelo até a fonte de Lawrence e uma tendinha beduína de bugigangas pra te arrancar mais uma graninha. O chá é grátis e é uma delícia.

À noite fomos ao Show Petra by Night. Petra está dentro da cidade de Wadi Musa e na entrada o staff orienta o caminho a seguir. É necessário percorrer quase um quilômetro pelo Siq, um corredor espremido entre dois paredões gigantes, porém iluminados apenas por velas. Milhares delas. Ao sair do desfiladeiro, o Tesouro, quase mágico sob as luzes oscilantes.

O show em si é uma porcaria. Mal se vê os artistas que tocam e dançam, e o beduíno que fala sobre a histórias, lendas e tradições dos nabateus é incompreensível. Feche os olhos, ignore a falação dos turistas e se concentre na flautinha beduína. Entrou no clima? Então abra os olhos e curta o Tesouro!

Petra by Night

Petra by Night

Dia seguinte, Petra, o ponto mais esperado da Jordânia. E é tudo mesmo que se espera. Há guias que recomendam 2 e até 3 dias, mas de boa, dá pra aproveitar tudo com calma em um dia só, mas não se engane, há muito o que ver.

Recomendo fazer um piquinique, os restaurantes são caros e bem mais ou menos. Água, leve muita água.

Passar pelo Siq e encontrar o Tesouro de Indiana Jones e a última cruzada à luz do dia é uma nova descoberta. Tudo é lindo, entalhes e cores. Mas, pra mim, o ponto alto mesmo é o Monastério. Também escavado na pedra, é ainda maior que seu colega mais famoso. Agora é preciso fôlego pra chegar lá em cima, são quase mil degraus contados e muita, muita areia vermelha. Quando voltava para o hotel achava areia até dentro da cueca!

No hotel, nos recomendaram a não alugar os burricos. Na hora não me ocorreu perguntar o porque, então vou ficar devendo essa informação… se eu não paguei pra andar de camelo, eu ia lá pagar pra andar de burro?!? Enfim, existem uns camaradas vestidos de algo muito parecido com o pirata Jack Sparrow que oferecem a subida ao Monastério nos coitados. Não perguntei o preço. Os bichinhos vão se esgueirando pelos abismos, literalmente aos trancos e barrancos carregando no lombo um gringo desesperado (geralmente vovós cor de rosa). É uma montanha russa da terceira idade. Poupe seu bolso e os bichinhos.

Monastério

Monastério

 

Em tempo: Se as arábias produzir novelas, o Max pode ser galã. Ele faz um tipão árabe. Na Fonte de Lawrence, Wadi Rum, um grupo estudantil de garotas cobertas com o véu preenchem o silêncio do deserto com gritinhos agudos e risos estridentes, nada diferente do Brasil se não fossem os véus. Além delas, apenas Tamara, o Max e eu. Talvez por causa dessa privacidade, não sei, algumas delas se aproximaram com um jeitinho clichê adolescente e pediram aos risinhos uma foto com o Max. O que eu vi a seguir e fotografei, foi a notória invasão da globalização, as meninas tiraram o véu, bateram cabelo e encarnaram a Gisele Bündchen Sherazade.

 

 

Cleopetra. Main Street, Wadi Musa 71810. Achei no booking.com. Quarto para 3 pessoas por 40JD

 

 

Dicas: Petra by Night, na minha opinião, deve ser visitado antes de conhecer o parque. Boa parte do encanto da proposta é perdido se você já passou pelo Siq, se conhece o caminho. Faça isso e seu encantamento será muito maior. O Show acontece segundas, quartas e quintas somente. 15JDs.

O Governo tem interesse na permanência do turista na Jordânia, que às vezes fazem o surreal bate e volta de apenas um dia vindo de Israel. Por isso os preços dos ingressos para mais dias tem uma diferença tão pequena. 50JDs, 55JDs e 60JDs para um, dois ou três dias, respectivamente.  Para quem não pernoita em Wadi Musa o valor é 90JDs.

 

 

Veja a Galeria de Fotos: Jordânia | Fotos

0 Comentários